sexta-feira, 25 de março de 2016

CAMADA TCP/IP








Camada de Aplicação – Esta camada faz a comunicação entre os aplicativos e o protocolo de transporte. Existem vários protocolos que operam na camada de aplicação. Os mais conhecidos são o HTTP, SMTP, FTP, SNMP, DNS e o Telnet.
Quando um programa cliente de e-mail quer descarregar os e-mails que estão armazenados no servidor de e-mail, ele irá efetuar esse pedido para a camada de aplicação do TCP/IP, onde é atendido pelo protocolo SMTP. Quando você entra num endereço www no seu browser para visualizar uma página da internet, o seu browser irá comunicar com a camada de aplicação do TCP/IP, onde é atendido pelo protocolo HTTP. E assim por diante.
A camada de aplicação comunica-se com a camada de transporte através de uma porta. As portas são numeradas e as aplicações padrão usam sempre uma mesma porta. Por exemplo, o protocolo SMTP utiliza sempre a porta 25, o protocolo HTTP utiliza sempre a porta 80 e o FTP as portas 20 (para a transmissão de dados) e a 21 (para transmissão de informações de controle).
O uso de um número de porta permite ao protocolo de transporte (tipicamente o TCP) saber qual é o tipo de conteúdo do pacote de dados (por exemplo, saber que o dado que ele está a transportar é um e-mail) e no receptor, saber para qual protocolo de aplicação ele deverá entregar o pacote de dados, já que, como estamos a ver, existem inúmeros. Assim ao receber um pacote destinado à porta 25, o protocolo TCP irá entregá-lo ao protocolo que estiver conectado a esta porta, tipicamente o SMTP, que por sua vez entregará o dado à aplicação que o solicitou (o cliente de e-mail).
Camada de Transporte – Esta camada é responsável por captar os dados enviados pela camada de aplicação e transformá-los em pacotes, a serem repassados para a camada de Internet.
No protocolo TCP/IP a camada de transporte utiliza um esquema de multiplexação, onde é possível transmitir simultaneamente dados das mais diferentes aplicações. Na verdade, ocorre o conceito de intercalamento de pacotes; vários programas poderão estar a comunicar com a rede ao mesmo tempo, mas os pacotes gerados serão enviados à rede de forma intercalada, não sendo preciso terminar um tipo de aplicação de rede para então começar outra. Isso é possível graças ao uso do conceito de portas, explicado na camada de aplicação, já que dentro do pacote há a informação da porta de origem e de destino do dado.
Nesta camada operam dois protocolos: o TCP (Transmission Control Protocol) e o UDP (User Datagram Protocol). Ao contrário do TCP, este segundo protocolo não verifica se o dado chegou ou não ao destino. Por esse motivo, o protocolo mais usado na transmissão de dados é o TCP, enquanto que o UDP é tipicamente usado na transmissão de informações de controle.
Na recepção de dados, a camada de transporte capta os pacotes passados pela camada Internet e trata de colocá-los em ordem e verificar se todos chegaram correctamente. Além disso, o protocolo IP, que é o protocolo mais conhecido da camada de Internet, não verifica se o pacote de dados enviado chegou ou não ao destino; é o protocolo de transporte (o TCP) que, ao remontar a ordem dos pacotes recebidos, verifica se está a faltar algum, pedindo, então, uma retransmissão do pacote que não chegou.
Camada de Internet – Há vários protocolos que podem operar nesta camada: IP (Internet Protocol),ICMP (Internet Control Message Protocol), ARP (Address Resolution Protocol) e RARP (Reverse Address Resolution Protocol).
Na transmissão de um dado de programa, o pacote de dados recebidos da camada TCP é dividido em pacotes chamados datagramas. Os datagramas são enviados para a camada de interface com a rede, onde são transmitidos pelo cabeamento da rede através de quadros. Esta camada não verifica se os datagramas chegaram ao destino, isto é feito pelo TCP.
Esta camada é responsável pelo roteamento de pacotes, isto é, adiciona ao datagrama informações sobre o caminho que ele deverá percorrer.
Camada de Interface com a Rede – Esta camada é responsável por enviar o datagrama recebido pela camada de Internet em forma de um quadro através da rede.

Tem como principal função, a interface do modelo TCP/IP com os diversos tipos de redes (X.25, ATM, FDDI, Ethernet, Token Ring, Frame Relay, etc.) e transmitir os datagramas pelo meio físico, tem a função de encontrar o caminho mais curto e confiável.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

O QUE SEO (Search Engine Optimization) ?

O que é  SEO?O SEO é uma das principais práticas de marketing na Internet e tem como objetivo melhorar sua posição na busca orgânica do Google e outros sites de busca.
Um bom trabalho de SEO envolve dezenas de diferentes ações, que vão desde aperfeiçoar seu site para que ele carregue rápido e funcione em celulares até a criação de bons conteúdos.
Aparecer no primeiro lugar do Google é uma ótima maneira de trazer visitas qualificadas e “grátis”, afinal, você não paga para aparecer lá.
Não é à toa que eu coloquei o grátis entre aspas na frase anterior, pois apesar de não ser possível comprar sua posição no Google ainda é necessário fazer investimentos no seu próprio site.
A base de qualquer SEO bem feito é ter um conteúdo de qualidade, sem isso de nada adianta aperfeiçoar à perfeição seu site, pois a principal missão do Google é entregar o melhor conteúdo para seu público e ele se tornou muito bom nesse quesito ao longo dos anos.

SEO (Search Engine Optimization)